Rock

David Gilmour regravou “Money” para coletânea do Pink Floyd

Depois de lançar o “Dark Side of the Moon” em 1975, o Pink Floyd rompeu contrato com a Capital Records e fechou com a Columbia Records, por uma bagatela de 1 milhão de doletas a mais (naquela época isso era uma grana preta!).
Em 1981, a banda decidiu lançar a coletânea “A Collection of Great Dance Songs”.
A Capital, #chateada, se recusou a licenciar “Money” para a nova gravadora.
Decidido a incluir a música no disco, Mr. Gilmour, O CARA, regravou-a totalmente: bateria, guitarras, baixo, vocais e teclados. Apenas o sax ficou a cargo do músico que fez a versão original, Dick Parry.
O vídeo abaixo traz essa versão – as diferenças em relação ao original estão principalmente nos solos de sax e guitarra. Curte aê.
[o youtube excluiu os vídeos. que m*rda]

Standard
Rock

Comfortably Numb – Pink Floyd


“Comfortably Numb” é uma das canções mais grandiosamente tristes de todos os tempos. Foi composta por David Gilmour, com letras de Roger Waters, e lançada em 1979 no clássico “The Wall”.
Existem várias versões sobre o que inspirou Waters a escrever um tema tão desolador – doença quando criança e/ou uma crise hepática sofrida antes de um show, na Philadelphia.
Na ópera com mesmo título do álbum, vemos o personagem Pink tendo alucinações e se sentindo confortável apenas quando dopado, afastando-se de qualquer contato pessoal que possa magoá-lo e de lembranças desagradáveis da infância.
O fato é que o “conforto do entorpecimento” da canção pode ser visto como uma metáfora para as diversas formas de fuga que usamos para não encarar os desafios que o destino nos impõem e no abandono dos sonhos que tinhamos quando jovens.
O solo final realizado por Gilmour figura entre os mais belos da história do rock.

Abaixo, David Bowie é o convidado de Gilmour e faz as partes do vocal de Waters. Nos dois vídeos, o guitarrista do Pink Floyd sustenta seu instrumento com uma correia que pertenceu a Jimi Hendrix.

Standard
Rock

Pink Floyd em Pompéia


Pode pegar umas cervejas, apertar o play e assistir em tela cheia. Esse é um dos vídeos mais clássicos já gravados pelo monstruoso Pink Floyd: Ao Vivo em Pompéia! VIAGEM!

Standard